Parte 3
Engels escreveu esta obra para esclarecer as origens do marxismo tanto na dialética de Hegel, idealista, como no materialismo de Feuerbach, que, ao criticar a filosofia hegeliana, acabou abandonando-a por completo. Essa análise fez-se necessária diante do renascimento da filosofia alemã clássica nos círculos intelectuais da época, algo que havia sido superado pela crítica de Marx e Engels em obra nunca publicada até aquele momento, A Ideologia Alemã, abandonada pelos fundadores do marxismo “à crítica roedora dos ratos”. O livro, do qual Causa Operária reproduz apenas o quarto capítulo, foi publicado na revista teórica do Partido Social-Democrata alemão, Die Neue Zeit (Novos Tempos), em 1888. Esta é a terceira de quatro partes
Por: Redação JCO
Engels escreveu esta obra para esclarecer as origens do marxismo tanto na dialética de Hegel, idealista, como no materialismo de Feuerbach, que, ao criticar a filosofia hegeliana, acabou abandonando-a por completo. Essa análise fez-se necessária diante do renascimento da filosofia alemã clássica nos círculos intelectuais da época, algo que havia sido superado pela crítica de Marx e Engels em obra nunca publicada até aquele momento, A Ideologia Alemã, abandonada pelos fundadores do marxismo “à crítica roedora dos ratos”. O livro, do qual Causa Operária reproduz apenas o quarto capítulo, foi publicado na revista teórica do Partido Social-Democrata alemão, Die Neue Zeit (Novos Tempos), em 1888. Esta é a primeira de quatro partes
Por: Redação JCO
Parte 2
Engels escreveu este prefácio para a primeira edição inglesa de sua obra Do socialismo utópico ao socialismo científico, publicada em Londres em 1892 em uma tradução feita por Edward Aveling. Em junho de 1892, Engels traduziu o prefácio para o alemão e o enviou para ser publicado na revista teórica do Partido Social-Democrata alemão, Die Neue Zeit (Novos Tempos), onde foi reproduzido com algumas omissões sob o título “Sobre o materialismo histórico”, que retomamos na presente edição. Tomamos os subtítulos que dividem o texto da edição francesa de 1950 (Éditions Sociales, Paris). O texto começou a ser publicado no Caderno Cultural de Causa Operária na última edição. Esta é a segunda de quatro partes
Por: Redação JCO
Capítulo final do livro Imperialismo, fase superior do capitalismo, de 1916, em que as bases fundamentais para a compreensão do que é a etapa atual do desenvolvimento histórico da sociedade capitalista: uma questão fundamental para a compreensão dos acontecimentos em desenvolvimento nesse momento envolvendo a Rússia, a Ucrânia, a OTAN e o imperialismo norte-americano e europeu
Por: Redação JCO

Menu Principal

Ajuda, Dúvidas e Televendas