Parte 3 do ensaio “Álvares de Azevedo, o poeta político do ultrarromantismo brasileiro”, iniciado em Causa Operária nº 1179, que publicamos em homenagem aos 190 anos do nascimento do escritor
Por: Redação JCO
190 anos do nascimento do escritor
“O mais byroniano dos poetas brasileiros foi um discípulo não apenas da escola literária de Lord Byron, mas também cultivava os mesmos ideais políticos. Ambos eram republicanos, críticos da monarquia e defensores da revolução social. Este é um aspecto da obra de Álvares de Azevedo ainda muito pouco explorada pelos seus estudiosos
Por: Redação JCO

Menu Principal

Área do Assinante

Entre na sua conta!