PARA MINISTRO, NÃO SE DEVE CRITICAR O JUDICIÁRIO…
Ganhou destaque na imprensa a afirmação do ministro do STF, Alexandre de Moraes, de que “ataques ao Judiciário são ataques contra a democracia”. Para a direita, o judiciário e seus ministros estariam acima de qualquer crítica. Em uma País onde a Constituição Federal tem como preceito fundamental a premissa de que “Todo o poder emana do povo, que o exerce por meio de representantes eleitos ou diretamente, nos termos desta Constituição”, o ministro, a maioria dos seus pares e a burguesia golpista, defendem um poder Judiciário “independente”, livre de qualquer controle popular. Ao mesmo tempo, o Brasil é sacudido por uma enorme reação contra os atos arbitrários de Alexandre de Moraes, que ordenou o bloqueio das redes sociais do Partido da Causa Operária (PCO) e a intimação do seu presidente, Rui Costa Pimenta. Instaura-se no País um debate sobre a necessidade de algum controle popular sobre o STF
Por: Redação JCO
9ª Cúpula das Américas
O presidente do México, López Obrador, e outros chefes de Estado da América Latina boicotam o esforço do imperialismo americano em controlar sua região de domínio direto. Até Bolsonaro desdenha Biden, levando a um aumento da crise na região e um enfraquecimento ainda maior da ditadura global
Por: Redação JCO
Operação golpista
Já não é possível ocultar que o Judiciário age abertamente para eleger a terceira via, defender seus interesses em cada etapa do processo político e perseguir seus adversários diretos ou potenciais
Por: Redação JCO
Contra a ditadura
Ativistas da luta dos trabalhadores e defesa das liberdades democráticas de todo o povo brasileiro se manifestaram contra os atos arbitrários do STF, que mandou bloquear as redes sociais do Partido da Causa Operária (PCO) e intimar seu presidente, Rui Costa Pimenta, para depor na Polícia Federal. Uma campanha contra a ditadura do STF está se levantando em todo o País e até no exterior. Para o dia 18 de junho próximo, foi convocada uma Conferência Nacional Aberta do PCO, em defesa da liberdade de expressão, que no seu ato de abertura terá com a presença de várias lideranças da esquerda. Estão sendo confeccionados milhões de panfletos, adesivos, cartazes, jornais e a repercussão dos ataques despertou posicionamentos até mesmo do próprio presidente ilegítimo, Jair Bolsonaro, e do reacionário jornal O Globo
Por: Redação JCO
Pelo fim do STF
No último dia 2, o ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), vice-presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) e responsável pela organização do próximo pleito, determinou, segundo divulgado pela imprensa capitalista, o bloqueio de todas as contas do Partido da Causa Operária (PCO) nas redes sociais. Segundo a reacionária Revista Veja, o ministro teria incluído o PCO no inquérito das fake news, onde são investigados jornalistas e militantes bolsonaristas. Ainda de acordo com Veja, a Polícia Federal (PF) teria sido mandada para intimar o presidente nacional do Partido, companheiro Rui Costa Pimenta. A medida foi tornada pública, pela imprensa capitalista, sem que o partido fosse sequer citado pelo “todo poderoso” judiciário, useiro e vezeiro das práticas bonapartistas, habituado a se colocar acima das leis do País. O ministro que não foi eleito por ninguém, ataca um partido operário e ferrenho defensor dos direitos democráticos do povo a poucos meses das eleições, em uma clara campanha sem outro propósito além de impor a vontade dos inimigos do povo, dos que derrubaram a presidenta DIlma, prenderam Lula e seguem cometendo todo tipo de violação dos direitos do povo como a liberdade de expressão e impõe a censura para calar os opositores do regime ou os que, em alguma medida, manifestem opiniões diversas dos que se consideram até mesmo acima da Lei. Sem nem mesmo garantir o elementar direito de defesa, condenam antes de julgar, impõem a censura em um processo de clara perseguição política, que constitui uma ameaça à liberdade de manifestação, de organização política e partidária de todo o povo brasileiro. É um claro atentado contra a esquerda em geral e a campanha pela eleição do ex-presidente Lula, do qual o PCO foi – inequivocamente – o primeiro defensor. As organizações dos trabalhadores, sindicatos, órgãos de imprensa independente e os partidos de esquerda, os que se reivindicam da defesa dos direitos democráticos a se pronunciarem contra esse ataque. Chamamos os trabalhadores e a juventude a protestarem contra a ditadura do STF, a censura e contra todo tipo de violação dos direitos democráticos do povo
Por: Redação JCO
Apoio à imprensa independente
Bolsonaro não é capaz de acabar com a Globo, mas a classe operária mobilizada sim
Por: Redação JCO
Barril de pólvora
Os EUA são uma sociedade completamente decadente e doentia. Esta situação, inevitavelmente, molda o comportamento da população, induzindo-a a atos de barbárie social
Por: Redação JCO

Menu Principal

Ajuda, Dúvidas e Televendas