Demagogia com mulheres

Tebet não é a candidata das mulheres

A latifundiária do Mato Grosso do Sul, Simone Tebet, candidata da coligação PSDB-MDB-Cidadania é apresentada como grande liderança e representante da luta das mulheres no Brasil

A demagogia com as mulheres está dominando as eleições. Ao ponto de a latifundiária do Mato Grosso do Sul, Simone Tebet, candidata da coligação PSDB-MDB-Cidadania ser apresentada como grande liderança e representante da luta das mulheres no Brasil. É uma vergonha, uma manipulação. Não é porque Tebet é mulher que ela tem qualquer ligação com a luta pelas reivindicações femininas. Ao contrário, sempre que pode e por onde passou Tebet atuou contra as mulheres.

É preciso uma revolução social

Não é possível defender o interesse de um determinado setor oprimido sem tocar nas relações sociais existentes no País. Não é possível emancipar as mulheres num quadro geral de miséria e opressão, sem emancipar a classe trabalhadora que continuaria oprimida e explorada. Para emancipar uma e outra é preciso muito mais que “representatividade”, aprovar leis, etc. É uma ilusão acreditar que a eleição e a aprovação de leis serão a solução de todos os problemas. Para isso é preciso uma revolução social. 

Serviço Secreto do TSE

Alexandre de Moraes, presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) embarcou em uma operação totalmente ilegal e ditatorial contra empresários bolsonaristas. Agora, Moraes criou seu próprio serviço secreto, um esquema de espionagem na eleição, decretou que juízes que falarem sobre as urnas serão punidos, e que quem não deixar o celular na mesa para votar será proibido de votar. É o reino da arbitrariedade. E de maneira muito equivocada tem gente que apoia esses abusos supostamente em defesa da democracia.

Apoio a Lula, por um governo dos trabalhadores

O PCO está desde o primeiro momento apoiando a candidatura de Lula à presidência da República. Esse apoio pode ser visto na campanha do partido e se manifesta em um programa próprio, diferente daquele defendido pelo ex-presidente. Também é um apoio crítico, por exemplo, contra a presença de Geraldo Alckmin (ex-PSDB) na chapa. O apoio está baseado naquilo que Lula pode contribuir na defesa das reivindicações dos trabalhadores a partir da mobilização popular.

A campanha no PCO

Por causa de mais uma decisão arbitrária do ministro Alexandre de Moraes, o PCO quase não recebeu o Fundo Eleitoral para fazer campanha nestas eleições. Apesar disso, o partido está fazendo campanha em todo o País. O objetivo de calar o PCO não foi atingido porque o partido foi à luta. Está realizando uma campanha financeira de maneira independente, sem financiamento de banqueiros e empresários, saiu às ruas em defesa de suas candidaturas próprias e por Lula presidente, por um governo dos trabalhadores.

Central de Vendas

Entre em contato pelo WhatsApp  11 99867-9315 ou pelo E-mail jcoadm29@gmail.com

Precisa de ajuda?

Em caso de dúvidas, ou se quiser recuperar seu “Usuário”, envie mensagem para 11 99867-9315 ou pelo E-mail jcoadm29@gmail.com

Faça já sua assinatura digital de Causa Operária:
  • Assinatura Mensal Digital Completa (por quatro semanas) por R$ 11,99 um único mês, você pode optar pela renovação automática, descontando R$ 11,99 todo mês da sua conta.
  • Assinatura Semestral Digital Completa (por vinte e quatro semanas) por R$ 64,99 pagamento único.
  • Assinatura Anual Digital Completa (por quarenta e oito semanas) por R$ 99,99 pagamento único.

Menu Principal

Ajuda, Dúvidas e Televendas