Zelensky, o estratego

Afonso Teixeira

As operações da Rússia na Ucrânia vêm demonstrando diversas falhas operacionais por parte do exército ucraniano. Não apenas do exército, mas de seu comandante-chefe, o presidente-fantoche, Volodímir Zelenski.

A Rússia está avançando lentamente para oeste. Atravessou o Dniéper (/nipró/ na pronúncia local), que divide a Ucrânia ao meio, e tomou a cidade de Khersón (pronuncia-se /her-son/). No entanto, a Ucrânia empreendeu a estúpida tática de bombardear a ponte sobre o rio Dniéper. Ora, os russos já a atravessaram. Destruir a ponte só prejudica a contraofensiva da Ucrânia para a retomada do Donbás.

Alguns estrategistas não entendem por que a própria Rússia não destrói as pontes ucranianas, como forma de impedir ou atrasar a entrega de armas que entram no país pela fronteira polonesa. Outros estrategistas respondem que é muito caro destruir uma ponte; isso teria de ser feito por bombardeio aéreo e alguns aviões caríssimos seriam fatalmente abatidos.

É verdade. Mas é também quase inútil destruir uma ponte. Dependendo do regime dos rios, podem ser atravessados com carros de guerra. Para rios profundos, usam-se balsas (ferries). Além disso, existem as pontes flutuantes, construídas desde a antiguidade. Durante as guerras médicas, por exemplo, Xerxes construiu uma ponte flutuante para atravessar o Helesponto e invadir a Grécia.

Outra estupidez de Zelénski está na área de propaganda. Zelénski anda pedindo às nações europeias que não concedam vistos de entrada para cidadãos russos; além disso, pediu que os países da Europa deveriam expulsar russos residentes. Esse tipo de tática só revela uma coisa: os ideais nazistas do próprio Zelénski.

Pode ser sinal de desespero, é verdade. Mas o desespero acaba revelando o verdadeiro caráter da pessoa.

Por outro lado, a Ucrânia conta com aliados de peso. De peso morto, eu diria. Países da União Europeia anunciam aos quatro ventos ajuda militar para os ucranianos. Mas os estoques de armas e munições da Europa já estão ficando baixos e 70% das armas enviadas, segundo denúncias da própria imprensa imperialista, não chegam ao exército ucraniano. São desviadas por militares corruptos e vendidas no mercado negro. Na verdade, essas armas estão municiando grupos terroristas e acabarão por serem usadas contra a própria Europa.

A Europa, assim como Zelénski, demonstra uma dupla fraqueza: estratégica, em nível político, e militar. Não tem força para combater a Rússia e as medidas tomadas de bloqueio econômico só têm fracassado. Na tentativa de provocar uma escassez de produtos na Rússia e fazer o país entrar em recessão, é a própria Europa que entrou em recessão.

O que a Europa faz vai contra seus próprios interesses. Ela sabe disso. Mas a Europa não tem autonomia; demonstra ser apenas um grupo de nações falhadas que rendem vassalagem aos Estados Unidos da América.

Central de Vendas

Entre em contato pelo WhatsApp  11 99867-9315 ou pelo E-mail jcoadm29@gmail.com

Precisa de ajuda?

Em caso de dúvidas, ou se quiser recuperar seu “Usuário”, envie mensagem para 11 99867-9315 ou pelo E-mail jcoadm29@gmail.com

Faça já sua assinatura digital de Causa Operária:
  • Assinatura Mensal Digital Completa (por quatro semanas) por R$ 11,99 um único mês, você pode optar pela renovação automática, descontando R$ 11,99 todo mês da sua conta.
  • Assinatura Semestral Digital Completa (por vinte e quatro semanas) por R$ 64,99 pagamento único.
  • Assinatura Anual Digital Completa (por quarenta e oito semanas) por R$ 99,99 pagamento único.

Menu Principal

Ajuda, Dúvidas e Televendas