Guardiões da democracia

Militares podem intervir

O simples fato de terem respondido aos militares minuciosamente já mostra que os generais têm um poder muito grande
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email

Os militares mandaram um conjunto de sugestões, críticas e indagações para o TSE, e o Tribunal respondeu tudo dizendo que não há com o que se preocupar. Para os defensores do STF, “o guardião da democracia brasileira”, isso seria a afirmação de que ninguém vai interferir no processo eleitoral. Acreditar nisso é como acreditar em Papai Noel, porque é tudo jogo de cena. O simples fato de terem respondido aos militares minuciosamente já mostra que eles têm aí um poder muito grande. Em certo sentido, já aceitaram que os militares têm uma participação e a caserna já enviou um aviso de “muito cuidado que estamos de olho, podemos intervir”.

Os números são importantes

Se a burguesia de conjunto apoiar Bolsonaro e a eleição ficar polarizada, logicamente que toda briga por causa das urnas etc. tende a ocupar um papel mais secundário. Porque uma coisa que muita gente não vê é que a burguesia, de modo geral, não se preocupa só com quem ganhou ou perdeu a eleição; os números são muito importantes. Quem ganha com uma margem muito grande, tem autoridade, tem muito poder político. Então normalmente trabalham para evitar isso, veja que o PT ganhou, mas nunca no 1º turno, apesar da popularidade; era para manter o PT sob controle e o mesmo pode ser feito com o Bolsonaro e pode dar briga na questão da apuração das urnas.

Golpistas dando lição de democracia

Estamos vivendo uma situação política muito esquisita. Representantes de órgãos do governo norte-americano, as piores coisas que esse governo tem, vieram ao Brasil para “lutar” pela democracia  brasileira. É o caso da embaixadora Victoria Nuland, do Departamento de Estado dos EUA. Trata-se da mulher que deu o golpe na Ucrânia em 2014, com direito a gravação dela dizendo que já tinha escolhido o nome do novo presidente. Na visita ao Brasil declarou ter grande confiança nas instituições democráticas brasileiras e no sistema eleitoral brasileiro. É o golpista profissional dando lição de democracia num país golpeado. Boa coisa não haverá de ser.

Estado de Israel em ação

A vida é cheia de surpresas. Foi iniciada toda uma polêmica com os sionistas de esquerda e de direita sobre o Estado de Israel. Agora, seria interessante os envolvidos se pronunciarem sobre o espetáculo monstruoso que na era da internet pode ser divulgado no mundo todo. As cenas são do enterro de Shireen Abu Akleh, jornalista da Al Jazeera assassinada propositalmente pelas forças de defesa de Israel, apesar de estar identificada como jornalista. Ela é palestina e a morte deu lugar a uma grande manifestação durante o enterro e a polícia atacou a manifestação, inclusive as pessoas que carregavam o caixão. Isso daí é o Estado de Israel.

Toda solidariedade ao povo palestino

O ataque ao enterro de uma jornalista palestina assassinada pelas forças policiais israelense é a demonstração de uma violência que é cotidiana, é o exemplo do tratamento dado aos palestinos por Israel; uma coisa criminosa. Diante disso, ainda tem quem ache estranho que palestinos joguem bombas em Israel e denunciem seus crimes pelo mundo. Mas com esse tratamento, como achar estranho uma reação violenta por parte dos oprimidos? Esses episódios servem para lembrar que não é preciso procurar a opressão de 300 anos atrás, porque tem a que está acontecendo agora e a situação na Palestina é uma das mais monstruosas de todas e merece toda a solidariedade.

Central de Vendas

Entre em contato pelo WhatsApp  11 99867-9315 ou pelo E-mail jcoadm29@gmail.com

Precisa de ajuda?

Em caso de dúvidas, ou se quiser recuperar seu “Usuário”, envie mensagem para 11 99867-9315 ou pelo E-mail jcoadm29@gmail.com

Faça já sua assinatura digital de Causa Operária:
  • Assinatura Mensal Digital Completa (por quatro semanas) por R$ 11,99 um único mês, você pode optar pela renovação automática, descontando R$ 11,99 todo mês da sua conta.
  • Assinatura Semestral Digital Completa (por vinte e quatro semanas) por R$ 64,99 pagamento único.
  • Assinatura Anual Digital Completa (por quarenta e oito semanas) por R$ 99,99 pagamento único.

Menu Principal

Ajuda, Dúvidas e Televendas