Estão entregando o 1º de Maio para os bolsonaristas

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email

Na eleição francesa, quem mais atacou a política de Macron de elevar a idade para aposentadoria foi a extrema-direita, Marine Le Pen. A esquerda, em sua maioria, chamou votar no Macron que quer aumentar a idade da aposentadoria. No Brasil a esquerda vai ter o mesmo caminho. As reivindicações operárias, dos trabalhadores não têm importância. Por isso, o 1º de Maio foi realizado no Pacaembu. É uma formalidade enquanto estão entregando a data maior de luta dos trabalhadores  para o bolsonarismo e em certo sentido, a classe trabalhadora também. Não adianta falar que aqui não vai ser assim por causa de características do Lula, ou do Bolsonaro, porque não é assim.

Estão entregando o trabalhador para a extrema-direita

Já vinha sendo preparado o caminho para a extrema-direita junto aos trabalhadores; porque a esquerda já diz, como o Jean Wyllys, que o trabalhador é homem branco, machista, homofóbico etc., então não serve para a esquerda, deixa de lado, entrega ele para a extrema-direita. É evidente que a maioria da classe operária é de homens, que provavelmente fazem piada, maltratam a própria mulher, então o trabalhador não serve. Mas se você ficar sem o trabalhador você não tem nada e vai ficar na mão da extrema-direita. Então, ou a esquerda rompe com a política da burguesia, ou vai amargar no Brasil com o mesmo fim que a esquerda francesa está vivenciando.

Diretas Já? Melhor não

Quando alguém aparece falando em repetir a política das “Diretas Já”, um dos piores fiascos da política nacional, desconfie. As Diretas foram a típica politicagem brasileira; o MDB, partido da ditadura militar, escolheu o pior candidato que eles tinham, Tancredo Neves, ultra direitista, um canalha; e colocaram de vice alguém que era diretamente da ditadura, José Sarney. Aí alguém diz que Lula e Alckmin são como Tancredo e Sarney, mas é melhor que não seja assim. Tancredo morreu e quem acabou assumindo foi Sarney, que fez um governo terrível para a classe trabalhadora brasileira. É preciso explicar tudo isso, conscientizar as pessoas, desfazer a confusão.

Direita levanta a cabeça

Um grave problema da política do PT é que começam a levantar a cabeça os piores elementos da esquerda, com formulações aberrantes como “o Lula sabe o que faz”. Mas isso não é coisa de esquerda, tem que ter senso crítico, não pode confiar cegamente. Se Lula fizer uma barbaridade contra o povo, todo mundo vai aceitar porque é o Lula? Não pode ser assim. A questão do Alckmin é a mesma coisa, é uma barbaridade e tem que ser condenada. É difícil porque tem uma pressão contra, logo aparece a acusação de bolsonarista contra quem critica a aliança, mas é porque tem muita gente que levanta a cabeça quando a situação é ruim, pois a própria pessoa é muito direitista.

Campanha de Lula deve ser com mobilização popular

É fundamental fazer a campanha do ex-presidente do Lula, levá-la para as ruas. Não adianta alianças espúrias, nem choramingar, tem que trabalhar e chamar os trabalhadores a se mobilizarem. A crítica vem no sentido positivo, de levar a fazer alguma coisa. É diferente da crítica do PSOL, por exemplo, que fala do Alckmin, mas não está fazendo campanha pelo Lula. A campanha tem que ser mobilizando os amplos setores populares, os trabalhadores, juntar pessoas nos sindicatos, associações, universidades, por que a campanha do Lula diz respeito justamente à mobilização popular, é isso que dá sentido à candidatura Lula.   Acordos por cima não garantem eleição.

Central de Vendas

Entre em contato pelo WhatsApp  11 99867-9315 ou pelo E-mail jcoadm29@gmail.com

Precisa de ajuda?

Em caso de dúvidas, ou se quiser recuperar seu “Usuário”, envie mensagem para 11 99867-9315 ou pelo E-mail jcoadm29@gmail.com

Faça já sua assinatura digital de Causa Operária:
  • Assinatura Mensal Digital Completa (por quatro semanas) por R$ 11,99 um único mês, você pode optar pela renovação automática, descontando R$ 11,99 todo mês da sua conta.
  • Assinatura Semestral Digital Completa (por vinte e quatro semanas) por R$ 64,99 pagamento único.
  • Assinatura Anual Digital Completa (por quarenta e oito semanas) por R$ 99,99 pagamento único.

Menu Principal

Ajuda, Dúvidas e Televendas