Não há prática revolucionária, sem teoria revolucionária

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email

Lênin já disse que “não há prática revolucionária, sem teoria revolucionária”. E de fato, os marxistas sempre deram grande importância ao estudo, não só da teoria marxista e da história do movimento operário, mas da literatura, das ciências e da cultura em geral. Para os marxistas, o revolucionário busca incessantemente o conhecimento. 

Marx e Engels pensavam o ser-humano como algo parecido às grandes personalidades do Renascimento, que praticavam desde o talento artístico até a engenharia, como, por exemplo, Leonardo Da Vinci. Ambos escreveram durante suas vidas diversas obras importantes abordando economia e política (claro), mas também tratando de matemática, física, biologia, química e artes.

O materialista precisa ter a noção de que todos os eventos do mundo são determinados por causas materiais, por tanto, numa linha de pensamento, há profunda conexão entre todas as áreas de conhecimento da sociedade.

Por isso, o Partido da Causa Operária (PCO) irá inaugurar esse mês a Biblioteca Mário Pedrosa, em homenagem ao trotskista brasileiro, que destacou-se também como um dos maiores críticos de arte do País.

A biblioteca servirá aos militantes e simpatizantes do PCO, e também para que o público em geral possa consultar os mais variados livros sobre marxismo, arquivos históricos importantes, acervos dos jornais Causa Operária e outros órgãos da esquerda, além de literatura, ciências e outros assuntos; permitindo elevar o nível cultural dos militantes e servindo como estrutura para agrupar novos contatos e setores interessados no projeto.

Muitos livros são raros, de difícil acesso para o público, principalmente no caso de um partido operário, em que predomina a baixa renda. Na sociedade capitalista, a cultura é transformada em mercadoria e, portanto, só se consegue adquirir conhecimento quem tem fundos (e, geralmente, quem os têm faz mal uso deles) ou quem faz um grande esforço para isso. A tarefa da biblioteca será facilitar esse trabalho, dando acesso ao maior número de material possível, com uma abundância de textos e um vasto acervo para o estudo do movimento operário nacional e internacional.

Será feito um trabalho com a Editora Causa Operária, para traduzir milhares de obras importantes inéditas em português, ou cuja as últimas edições são antigas e difíceis de encontrar, editorializar algumas para ajudar na explicação de conceitos e eventos históricos através de notas de rodapé. Também será realizada uma ampla pesquisa para encontrar edições perdidas de jornais, revistas e documentos do movimento operário.

Para o sucesso desse projeto, no último dia 16 o PCO realizou um jantar com convidados especiais, para arrecadar fundos, adquirir o material necessário a uma biblioteca diversificada e grande, além de um grupo para tocar o trabalho inicial.

O local também será utilizado para objetivos culturais diversos, como apresentação de peças de teatro, recitação de poesia, eventos musicais, cineclube, contando com um auditório para palestras. Também contará com espaço infantil Monteiro Lobato, para incluir as crianças, desde o início, na formação marxista, dando a elas um incentivo cultural que muitas vezes falta nas escolas e nos jardins de infância.

Central de Vendas

Entre em contato pelo WhatsApp  11 99867-9315 ou pelo E-mail jcoadm29@gmail.com

Precisa de ajuda?

Em caso de dúvidas, ou se quiser recuperar seu “Usuário”, envie mensagem para 11 99867-9315 ou pelo E-mail jcoadm29@gmail.com

Faça já sua assinatura digital de Causa Operária:
  • Assinatura Mensal Digital Completa (por quatro semanas) por R$ 11,99 um único mês, você pode optar pela renovação automática, descontando R$ 11,99 todo mês da sua conta.
  • Assinatura Semestral Digital Completa (por vinte e quatro semanas) por R$ 64,99 pagamento único.
  • Assinatura Anual Digital Completa (por quarenta e oito semanas) por R$ 99,99 pagamento único.

Menu Principal

Ajuda, Dúvidas e Televendas