A manipulação e o vale tudo das pesquisas eleitorais

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email

Um fato que vem marcando o cenário eleitoral é a atuação da burguesia, através de seus diversos braços e ramificações, para impedir um novo mandato do ex-presidente Lula, assim como fazem de tudo para dar vida a uma candidatura mais identificada com o programa desejado pelos grandes capitalistas, de continuidade no ataque às massas populares, a chamada 3ª via, uma articulação natimorta. 

Neste cenário, a cada dia surgem pesquisas eleitorais que colocam o atual presidente fraudulento, Jair Bolsonaro, como o concorrente que vem ameaçando a liderança eleitoral de Lula. Institutos desconhecidos publicam pesquisas com números que são verdadeiras comédias. A mais recente pesquisa, do PoderData divulgada no dia 13/04, coloca Lula com 40% e Bolsonaro com 35%; ou seja, quase tecnicamente empatados, considerada a margem de erro, que é de 3% para mais ou para menos. Uma completa falsificação. 

Esse é o papel desempenhado pelas pesquisas: distorcer e falsear a realidade, criando um cenário ilusório para impor uma realidade fictícia.

Jogado à cova dos leões

É cada vez mais difícil a vida do governador de São Paulo, João Doria, licenciado do cargo para concorrer às eleições presidenciais. Doria vem sendo boicotado dentro do próprio PSDB, em função do seu raquítico desempenho nas intenções de voto, onde oscila entre 5% e 6%. 

Embora tenha sido vitorioso nas prévias tucanas, é explícita a tentativa de alijá-lo do processo sucessório. Doria é hoje uma espécie de pária dentro do próprio partido. Há alguns dias atrás ensaiou desistir de concorrer à eleição presidencial, tendo voltado atrás e mantido a candidatura.

O fato é que o PSDB não abraçou sua candidatura e o governador licenciado enfrenta, além de uma oposição interna, com Eduardo Leite (RS) entrando na disputa para ser o candidato da legenda, também a disposição de caciques do partido (como Aécio Neves e Bruno Araújo) em apoiar a candidata Simone Tebet (MDB-MS), que se articula para ser o nome apresentado pela terceira via, na tentativa de levantar uma candidatura de “centro” (leia-se, direita neoliberal golpista) que se oponha tanto a Bolsonaro como a Lula. A senadora é vista pela ala anti Doria dos tucanos como a opção mais “estável” diante da crise que se instalou na candidatura do governador paulista.

Bolsonaro e a “inflação alimentar eterna”

Em mais uma das muitas declarações recheadas de cinismo e desfaçatez – além da imbecilidade sem limites – o presidente ilegítimo, Jair Bolsonaro, que está conduzindo o País ao pior momento de sua história, disse durante evento realizado no Palácio do Planalto, que “a população terá que conviver por um longo tempo ainda com a inflação nos alimentos”.

Ou seja, na prática, Bolsonaro está dizendo que o povo brasileiro deve continuar passando fome, comendo osso e pelanca, sem condições de se alimentar com dignidade. É o resultado do golpe, vale dizer, arrancar o que for possível dos pobres para manter a farra dos ricos.

Central de Vendas

Entre em contato pelo WhatsApp  11 99867-9315 ou pelo E-mail jcoadm29@gmail.com

Precisa de ajuda?

Em caso de dúvidas, ou se quiser recuperar seu “Usuário”, envie mensagem para 11 99867-9315 ou pelo E-mail jcoadm29@gmail.com

Faça já sua assinatura digital de Causa Operária:
  • Assinatura Mensal Digital Completa (por quatro semanas) por R$ 11,99 um único mês, você pode optar pela renovação automática, descontando R$ 11,99 todo mês da sua conta.
  • Assinatura Semestral Digital Completa (por vinte e quatro semanas) por R$ 64,99 pagamento único.
  • Assinatura Anual Digital Completa (por quarenta e oito semanas) por R$ 99,99 pagamento único.

Menu Principal

Ajuda, Dúvidas e Televendas