Festa popular

Não estão simplesmente cancelando uma festa, mas proibindo o povo de sair às ruas

Sob argumentos e pretextos os mais falaciosos, diversos governos já anunciaram o cancelamento das festas populares de final de ano, particularmente o Réveillon
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email

Governadores de Norte a Sul do País alegam que a realização das festas de fim de ano geraria “aglomerações” e, muito “preocupados com a saúde do povo”, decidiram pela suspensão dos eventos em várias cidades. A decisão não diz respeito somente aos festejos natalinos e a passagem do ano. Muitos estados já anunciaram inclusive o cancelamento do Carnaval, a maior e mais importante festa popular do País. A justificativa para tal ataque é a mesma que vem servindo de pretexto (falso e ridículo) para amputar mais direitos da população; nesse caso aqui, o direito a comemorar, a expressar sua alegria, seu contentamento.

Os golpistas que estão à frente de diversos governos estaduais, durante a pandemia, nunca tiveram qualquer preocupação com a saúde e a preservação da vida dos brasileiros. Os números catastróficos da tragédia social e humanitária vivenciada pelo País nos quase dois anos de crise sanitária do coronavírus estão aí para atestar o absoluto descaso do governo federal e da maioria dos governadores com a população. 

O Brasil é um  dos países que mais registrou e ainda vem registrando mortes pela infecção do vírus em todo o mundo, onde já foram contabilizadas (em números oficiais ‘subnotificados’) mais de 617 mil mortes e um número superior a 22 milhões de casos confirmados.

Na verdade – isso precisa ficar claro –  o que os golpistas antipovo querem evitar, longe de qualquer preocupação com a preservação da saúde da população, é impedir a manifestação popular, a indignação do povo trabalhador contra a situação de barbárie social na qual o País está imerso. Este é o real significado do cancelamento das festas e não os pretextos fajutos apresentados pelos algozes do povo.

Por todo o País crescem as manifestações de repúdio popular contra os que estão matando o povo de fome, contra os ataques às suas condições de vida, o crescimento da indignação à violência policial contra a população pobre e explorada, em especial contra os negros e moradores das perierias das grandes cidades. Este setor adere em massa aos festejos populares e é aí onde o repúdio ao regime político se expressa de forma mais contundente. Este é o temor da burguesia e seus representantes políticos, o governo federal, os governadores e prefeitos. 

A burguesia, a direita, os golpistas, estes não deixarão de comemorar em suas residências, salões e palácios, as festas de final de ano e também o carnaval. No entanto, querem proibir a festa popular, o direito do povo à diversão, à comemoração e, principalmente, a manifestação de repúdio aos golpistas. Aos trabalhadores, ao conjunto da população, neste sentido, está reservado somente o “direito” ao trabalho, ao sofrimento, às privações impostas pelo regime burguês de fome, miséria e exploração.

O povo trabalhador, a população, privada em seu cotidiano de diversão, lazer e outros direitos, deve romper o cerco imposto pelos governadores e prefeitos direitistas, bolsonaristas, e sair às ruas em defesa dos seus direitos, repudiando energicamente a decisão dos golpistas de suspender as festas populares.

Central de Vendas

Entre em contato pelo WhatsApp  11 99867-9315 ou pelo E-mail jcoadm29@gmail.com

Precisa de ajuda?

Em caso de dúvidas, ou se quiser recuperar seu “Usuário”, envie mensagem para 11 99867-9315 ou pelo E-mail jcoadm29@gmail.com

Faça já sua assinatura digital de Causa Operária:
  • Assinatura Mensal Digital Completa (por quatro semanas) por R$ 11,99 um único mês, você pode optar pela renovação automática, descontando R$ 11,99 todo mês da sua conta.
  • Assinatura Semestral Digital Completa (por vinte e quatro semanas) por R$ 64,99 pagamento único.
  • Assinatura Anual Digital Completa (por quarenta e oito semanas) por R$ 99,99 pagamento único.

Menu Principal

Ajuda, Dúvidas e Televendas