Política da burguesia

Bolsonaro, inimigo e algoz da mulher trabalhadora

De 480,3 mil empregos formais perdidos em 2020, 462,9 mil (96,4%) eram vagas ocupadas por mulheres
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email

O presidente impostor Jair Bolsonaro (PL), ocupante clandestino do Palácio do Planalto, desde quando assumiu, vem implementando no País uma política neoliberal totalmente voltada para atender os interesses dos grandes grupos econômicos nacionais e internacionais, o que, obviamente, tem como resultado um ataque devastador às condições de vida dos trabalhadores e das massas populares, sem paralelo na história recente do Brasil. Para termos uma pequena e tênue ideia do tamanho do estrago, a política ultra-neoliberal do ministro “Chicago Boy” Paulo Guedes – serviçal dos bancos – fez com que o País perdesse 480,3 mil empregos formais, com carteira assinada, só em 2020. Deste total, 462,9 mil (96,4%) eram vagas ocupadas por mulheres. As informações são do RAIS (Relação Anual de Informações Sociais) divulgadas no dia 07 de dezembro.

O portal da CUT recorda que, além da perda de empregos, as poucas vagas criadas foram de remuneração mais baixa. Quem ganhava até meio salário mínimo (R$ 550,00) conseguiu uma das 120,6 mil vagas abertas nesta faixa salarial. De meio salário a um mínimo (R$ 1.100) foram abertos 1,93 milhão de postos de trabalho. Como se vê, uma enorme demagogia e escárnio por parte dos golpistas contra a população desesperada, faminta e desempregada do País a divulgação desses dados como sendo um grande feito, uma grande realização do governo que é o retrato explícito da tragédia que vive hoje o povo brasileiroi sob o governo de extrema direita, fascistóide, tutelado pelos militares.

Todas as supostas realizações do governo Bolsonaro – governo dos banqueiros e capitalistas exploradores – são, essencialmente, demagógicas e cumprem o papel de funcionar como pura jogada eleitoral e de marketing político, pois na prática não têm qualquer serventia para a população carente e necessitada, não atendendo a nenhuma demanda social mais relevante. Muito longe de ser um defensor de princípios democráticos, Bolsonaro sempre buscou, com as medidas e com o discurso retórico, manter mobilizada a sua base eleitoral, nesse momento em franca dissolução. 

O mesmo vale para sua falsa defesa do emprego, contra as demissões por recusa, por parte de um setor da população, a se  vacinar. Bolsonaro não defende o emprego do trabalhador, mas sim a exploração do patrão. Todas as principais iniciativas do governo Bolsonaro, através de projetos de lei e outros mecanismos vão no sentido de beneficiar os capitalistas, banqueiros e grandes empresários, em detrimento do povo pobre e trabalhador, assolado pela fome no campo e nas grandes cidades do País. Milhares de brasileiros passam o dia sem uma refeição sequer. Muitos, no desespero, dividem os lixões com os abutres em busca de restos de comida para atenuar a fome.  

Bolsonaro, no entanto, não realiza esta política de destruição de forma isolada. Muitos dos governadores de Estado são igualmente carrascos do povo, pois atacam com o mesmo vigor que o governo federal as condições de vida da população. Um fato que não pode deixar de ser registrado e denunciado é que muitos setores que se reivindicam como de esquerda, que dizem representar os interesses e os direitos do povo pobre e explorado, apoiam  e também se aliam com esses governos estaduais, verdadeiros inimigos do País e da população.   

Passa da hora de dar um basta a toda essa situação e para isso é necessário romper com todas as ilusões na burguesia e seus representantes, mas também é necessário a ruptura com os que se apresentam como “oposição” ao regime, mas na prática, no cotidiano, implementam a mesma política dos exploradores, encoberta por um véu “democrático”. 

Central de Vendas

Entre em contato pelo WhatsApp  11 99867-9315 ou pelo E-mail jcoadm29@gmail.com

Precisa de ajuda?

Em caso de dúvidas, ou se quiser recuperar seu “Usuário”, envie mensagem para 11 99867-9315 ou pelo E-mail jcoadm29@gmail.com

Faça já sua assinatura digital de Causa Operária:
  • Assinatura Mensal Digital Completa (por quatro semanas) por R$ 11,99 um único mês, você pode optar pela renovação automática, descontando R$ 11,99 todo mês da sua conta.
  • Assinatura Semestral Digital Completa (por vinte e quatro semanas) por R$ 64,99 pagamento único.
  • Assinatura Anual Digital Completa (por quarenta e oito semanas) por R$ 99,99 pagamento único.

Menu Principal

Ajuda, Dúvidas e Televendas